Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

O amarelo do Jardim das Amoreiras

Na última oficina do "Um Ano a Desenhar para o Futuro 2016" na Casa-Atelier Vieira da Silva a proposta era muito simples: exagerar na escala do que nos estava próximo em relação ao que estava afastado. E também podíamos dar um tratamento diferenciado. E o amarelo estava mesmo a pedir para ser usado.



12 comentários:

hfm disse...

E foi bem usado.

Miú disse...

Belo e...amarelo! 😊 Desculpa o cliché, Eduardo, mas olha que encaixa.

Pedro disse...

Lindo. O amarelo são as folhas do ginkgo biloba.

teresa ruivo disse...

Que lindos e bem dispostos! E que bem que fica o amarelo no desenho:)

Maria Celeste disse...

...que encanto,o desenho e a foto...
...e o amarelo é uma cor tão luminosa...

nelson paciencia disse...

Que delícia de desenho.

Eduardo Salavisa disse...

Obrigado, obrigado.

Rosário disse...

Nesta altura este jardim ainda é mais bonito e os desenhos Também!

Henrique Vogado disse...

Belas cores no desenho e na foto.

Alexandra Baptista disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alexandra Baptista disse...

É De «escachar», como se diz aqui em São Miguel... mancha é fabulosa e a linha acompanha!!

Membro USkP disse...

Que desenho! A foto de grupo ficou mesmo bem no meio desta mancha amarela.
Celeste Vaz Ferreira