Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Missa de Natal

Mosteiro de Alcobaça, 25 de Dezembro.
Missa de Natal, 11h.


7 comentários:

Membro USkP disse...

Very nice :) admiro bastante a parte verbal integrada no desenho. Por um lado elucida bastante sobre a forma como o autor se apropriou da cena revelando os diversos graus de abstracção perceptiva. Segundo porque, o seu ponto de vista pessoal, integra sempre um grau de humor na relação que se faz entre o texto e registo em geral.
-marco-

Urban Sketchers Portugal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
teresa ruivo disse...

Infelizmente não sei dizer coisas tão apropriadas e certeiras, mas uma coisa consigo dizer: adoro!É um Nelson puro e original!

Fernanda Lamelas disse...

É o que se chama um desenho abençoado!

Rodrigo Briote disse...

Sentimos que estamos mesmo lá

Maria Celeste disse...

Concordo com o Rodrigo Estamos mesmo lá.

Membro USkP disse...

E dá para perceber que a família do Nelson estava presente :-)
Gostei muito!

Fefa