Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sábado, 31 de dezembro de 2016

martim branco


Foi a partir dos desenhos que aqui vi de Martim Branco, que me decidi a ir lá. Já há algum tempo que queria ir à Beira Baixa conhecer uma aldeia de xisto. Inspiradora esta aldeia.

3 comentários:

teresa ruivo disse...

Boa ideia e bom desenho!

Rosário disse...

Lindíssimo! Com som e tudo!

Vitor Mingacho disse...

Bom desenho! Na rua mais desenhada de Martim Branco