Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Caderno de Campo_Encosta de S. Vicente V

da rua das linhas de torres (torres vedras), apresenta-se com um único piso. mas na verdade tem dois pisos, conforme o demonstra este desenho, que foi feito numas escadinhas que ligam o miradouro meia-laranja, à rua maria pereira, rumo à ermida nossa senhora do Ameal. "Arquitectura popular" década 50/60, com cobertura de duas águas. 2 fracções, uma no piso superior, outra no piso inferior. provavelmente "prédio de rendimento", como tantos outros que foram construídos nessas décadas, acolhendo os operários das indústrias existentes, como por exemplo a Casa Hipólito ou Francisco António da Silva.

5 comentários:

Bruno Vieira disse...

Estes vermelhos ficam mesmo bem ;)

Sofia Gomes disse...

Está fabuloso este desenho!

Rosário disse...

Gostei do desenho e destas histórias!

hfm disse...

Gosto tanto!

André Duarte Baptista disse...

obrigado pelas vossas palavras :-)