Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Ainda o Alentejo



Cada vez gosto mais de desenhar árvores e, sobretudo, estas rugosas, envelhecidas e que me contam tantas histórias.

9 comentários:

André Duarte Baptista disse...

que bonito

Pedro disse...

Mas que sobreiro tão bonito.

Maria Celeste disse...

...e fiquei a saber que era um sobreiro...

Membro USkP disse...

E eu também. Adoro o desenho!
Celeste Vaz Ferreira

Rosário disse...

Também gosto desta árvore do Alentejo!

teresa ruivo disse...

Cada vez melhores, estas árvores!

DiasVanda disse...

Adoro. Árvore é VIDA👏👏👏

DiasVanda disse...

Adoro. Árvore é VIDA👏👏👏

DiasVanda disse...

Adoro. Árvore é VIDA👏👏👏