Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

A sala Solar

No tempo de um desenho, despedi-me hoje num dia de chuva, da “minha sala” em cima do Tejo, virada ao sol. Sem dúvida a sala de desenho mais bonita de Portugal, provavelmente também do mundo! Aqui estive mais de 25 anos, foi onde aprendi como aluno e professor o que vou sabendo sobre desenho. Pela primeira vez o Ar.co vai mudar de lugar, vai renovar-se e renovar um espaço melhor e maior, mas certamente bem menos solar.

5 comentários:

teresa ruivo disse...

Um desenho sentido, nostálgico, feito com calma...tão bonito! Mas é triste, este post.

Maria Celeste disse...

...e tem tanta harmonia...

Rodrigo Briote disse...

Uma despedida à altura

Teresa disse...

Esse nome de Sala Solar é apropriado em todos os sentidos. Fazia-nos sentir bem as aulas, de modelo e de outros desenhos, e ficávamos tristes quando as aulas eram noutra sala.

Melhor sala deve ser difícil, mas pode ser que o próximo espaço vá adquirindo com o tempo características boas. A vista ? Esperemos !

Rosário disse...

Que lindo!