Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Travessia do rio Minho

Durante a minha breve estadia em Caminha (estou a pôr alguns dos desenhos que fiz aqui) atravessei o rio Minho para ver a cidade do lado de Espanha. Mas o comandante do ferry-boat, o senhor Manuel Porto, era muito conversador e fui toda a viagem, de ida e volta, a conversar com ele. Contou-me como tinha aprendido a sua profissão e as dificuldades que ela tinha. Esta travessia, por exemplo, é muito complicada devido às diferenças de nível da água que está sempre a variar, havendo mesmo um grande perigo do barco encalhar, o que já lhe aconteceu. Fiz um desenho para lá e outro para cá.



6 comentários:

Maria Celeste disse...

...direito e esquerdo...
...gosto...

Alexandra Baptista disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alexandra Baptista disse...

haaa Eduardo, sempre a surpreender... com um olhar ou posicionamento próprio!!

Rodrigo Briote disse...

Que sorte, deixou-te fazer a viagem na ponte do ferry

nelson paciencia disse...

Muito bons estes desenhos!

Rosário disse...

Que giros!