Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 1 de novembro de 2016

setembro





Alguns desenhos feitos até ao final de setembro.
O primeiro na Igreja dos Mártires em Lisboa. A Naz queria ver o interior da igreja. Enquanto muçulmana ela tem um olhar diferente sobre as igrejas católicas…
O segundo em Ofir num dos nossos cafés matinais junto à praia.
O terceiro em Esposende numa pequena pausa sentado num banco na praça principal.
O quarto também em Esposende enquanto esperava por uma sandes de frango no "Sei Lá". Esqueci-me que a tinta da caneta que estava a usar não era à prova de água…

Portugal, 09.2016
avista.naocoisas.com

5 comentários:

José Louro disse...

Alguns quase no limite da abstração: excelente.

Ana Crispim disse...

Gosto imenso.

nelson paciencia disse...

Que óptimos desenhos!

Tiago Cruz disse...

Obrigado!

Maria Celeste disse...

.....geograficamente lindo...