Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Rua do Regedor


Decidi que era altura de acabar com os blocos de folhas soltas que se estavam a amontoar lá por casa. Fiz uma base de cartão, arranjei duas molas e vou desenhando e adicionando folhas à medida que o desenho se estende. Dá para perder aquele medo de estragar páginas e o desenho torna-se mais divertido ainda ;)

3 comentários:

Eduardo Salavisa disse...

O que é que se pode dizer? Está lá tudo.

Membro USkP disse...

Grande decisão! É isso mesmo e depois as folhas não ocupam espaço e o desenho respira. Muito lindo
Leonor Janeiro

Celeste Vaz Ferreira disse...

Grande desenho! Gosto imenso destas cores, talvez mais suaves. Adorava ver este desenho ao vivo.