Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Rua 1º de Dezembro

Desenhei esta rua pelo menos umas 4 vezes. A razão é simples. Nesta rua existe um café que se chama Sempre Quente. Quando lá vou peço uma bola com manteiga. Eles vão ao forno buscar uma que ainda esteja quentinha. Enquanto bebo o café e sinto o calor do pão acabado de fazer na boca, relaxo e preparo-me para desenhar. E à minha frente está sempre esta casa pronta a ser desenhada.

7 comentários:

Marilisa Mesquita disse...

wow!!!

teresa ruivo disse...

Ainda bem que gostas de bolas com manteiga:)

Marcelo de Deus disse...

Gosto

nelson paciencia disse...

Cada vez estão melhores estes teus desenhos deformados. Diz aí aos senhores da pastelaria para meterem menos fermento e amidos na massa, que podem dar super-poderes a malta com canetas nas mãos...

André Duarte Baptista disse...

que grande desenho

Maria Celeste disse...

...e até a casa em redondo tem um ar «cosy» e quentinho...
...gosto...

jeanne disse...

de tanto gostares destas bolas, a casa se tornou numa...