Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Lembram-se de vestir samarras? Ou os vossos pais?


Monumento "O Velho Samarreiro" em Vila Verde, Seia


Para saber mais sobre os samarreiros clicar ALI

4 comentários:

Teresa disse...

Sou uma citadina, nascida e criada na cidade. Mas uma das minhas irmãs casou com um beirão - da Serra da Estrela, e foi aí que adquiri esse conhecimento, "in loco", sobre as samarras. Claro que através das inúmeras leituras de autores portugueses, que se faziam na época em que era a dolescente, também já tomara conhecimento com elas !

Jrosa disse...

Belo e nostálgico desenho. Adoro!

cláudia mestre disse...

Em criança tive uma samarra, mas alentejana. Que desenho giro!

teresa ruivo disse...

Parece que os bonecos de repente vão começar a andar!