Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Junto ao Cais das Colunas no Terreiro do Paço


O Cais das Colunas fica na extremidade do Terreiro do Paço, uma plataforma protuberante sobre o estuário do Tejo. As colunas que lhe dão o nome vão e vêm ao longo das décadas, e parece que estavam de folga na altura em que Roque Gameiro lá passou para as desenhar. Tem sido um local onde os pescadores descarregam o peixe, onde estadistas são recebidos na cidade e onde imperadores em cativeiro são exibidos à populaça. Hoje em dia, tropas de turistas vão lá na maré baixa para se deitarem no pequeno areal, molhar os pés no rio sobre os degraus escorregadios e para tirar a selfie que faltava.

(continua)

Junto ao Cais das Colunas no Terreiro do Paço por Roque Gameiro

3 comentários:

Maria Celeste disse...

...gosto muito do desenho e do texto...
...o que se aprende...

Mário Linhares disse...

Bolas Pedro: andaste a ver o que faltava desenhar da lista??
O homem está on fire!!

Pedro Loureiro disse...

Obrigado :)
Mário: estou é em atraso nas publicações, tudo coisas feitas durante o verão praticamente, puf!