Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Desenho de um desenho de um desenho

 Sentados no chão, os meus filhos imitam o quadro de Joan Miró exposto em Serralves. Um dos que andaria escondido pelas catacumbas de um país a enriquecer alguns banqueiros e a empobrecer de espírito. As pessoas passam, admiram e admiram-se. Além do orgulho de os ver de diário gráfico em riste, assalta-me uma vaidade imensa, a cada comentário de cada pessoa que passa....
Espero que um dia sejam melhores pessoas por causa de momentos como este.

3 comentários:

Teresa disse...

E tens motivos de orgulho, para deixar este momento registado ! Fico sempre encantada quando vejo os mais novos de diário gráfico na mão a registarem momentos para as suas memórias futuras.

Rosário disse...

Também gosto!

Maria Celeste disse...

...gosto muito...