Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

sketchbook therapy




Cara Comunidade, deixo-vos o meu último diário gráfico finalizado, sem grandes novidades pois parte do mesmo já fui mostrando devido a diversas participações. Em todo o caso espero sempre ancioso pelas vossas críticas :) 
https://sketchbooktherapy.wordpress.com/2016/09/30/amora/
Obrigado.

7 comentários:

João Santos disse...

A minha crítica é sempre a mesma, os teus registos são invariavelmente fabulosos, gosto sempre quando aparecem por aqui.

Marcelo de Deus disse...

Concordo com o João.

Fernanda Lamelas disse...

Sempre fantáticos e intrigantes!

teresa ruivo disse...

Subscrevo tudinho!
Não concordo com a ideia de que não há grandes novidades. Há sempre, mas desta vez ainda mais, porque estes desenhos - ainda que sempre intensos e intrigantes - parecem ter um registo mais alegre, lúdico, leve e descomprometido do que é habitual. Será?

Membro USkP disse...

Obrigado a todos :)
Teresa:
Confesso que não tinha pensado dessa forma. Aliás, é raro poder pensar em características do meu trabalho e ficar convencido do que eu penso!!
Em todo o caso acho bastante pertinente o que escreveu e de certa forma também não consigo contrariar os argumentos, pois em consciência, sei que tenho tentado colocar coisas novas (e que não domino) nos meus desenhos.
-marco-

nelson paciencia disse...

Também fico sempre estupefacto com os teus desenhos.

Membro USkP disse...

obrigado :)
-marco-