Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

domingo, 30 de outubro de 2016

Lisboa

Ruinas do Carmo vistas do Rossio

6 comentários:

José Louro disse...

Muitíssimo bem resolvido, este desenho.

teresa ruivo disse...

Gosto do novo estilo! E de ver as pessoas a aparecer aos poucos...

Mário Linhares disse...

Quem se habituou a ver as aguarelas lindas da Ana até poderia ficar baralhado, mas é assim mesmo: sempre a surpreender!

Celeste Vaz Ferreira disse...

Também gosto imenso deste novo registo Ana.

hfm disse...

Belíssimo!

Ana Crispim disse...

Obrigada, gente... nem sei que dizer...