Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Roque Gameiro

Achei este desafio imensamente interessante e com uma duração bastante alargada mas mesmo assim, por inúmeras razões, só agora consegui responder e logo no sábado em que tudo aconteceu. Opções feitas e, na companhia da Marilisa, fomos para o Largo do Rato fazer o nosso primeiro desenho da Rua do Sol ao Rato cruzamento com a Av. Álvares Cabral, sentadas na placa central e registando como tudo está tão diferente.
De seguida fomos para a Rua do Arco a São Mamede, para um segundo e último desenho. 
Tenho imensa pena de não ter conseguido fazer mais desenhos dentro do prazo estipulado, mas pretendo continuar a olhar Lisboa pelos olhos do mestre. Obrigada Pedro.



2 comentários:

teresa ruivo disse...

Lindos! (O que usaste? grafite aguarelável?)

Membro USkP disse...

Obrigada Teresa! :)
Utilizei a técnica do Kiah Kiean com uma aguada no primeiro.
Quando ele coloca cor ou faz aguadas é pura poesia e eu ando a estudar/treinar mas tenho muitos quilómetros a percorrer :)