Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sábado, 8 de outubro de 2016


O caderno indiano...


Hoje (5out2016) teria gostado de visitar o novo museu de Lisboa, o MAAT, mas a ideia de ir para o meio de um transito louco e nem conseguir lá chegar levou-me a dar outras voltas e, pensando estar no Porto Brandão, fui parar a um outro lugar mais ao lado chamado Banática, e não é que fiquei mesmo de frente para o MAAT! 

































Raiz de cana, hoje na Praia da Bela Vista, as coisas apanhadas no chão...
































Conforme já comentei, hoje experimentei fazer um desenho pintado a pastel aqui no "Caderno Indiano" e então desenhei esta folha seca de cardo das dunas...





























... mas o resultado não foi lá muito animador, acho que o melhor será continuar com a caneta de gel...

http://cesarcaldeira11.blogspot.pt/








5 comentários:

Rosário disse...

E que belas vistas! Isto tudo num caderno indiano! Gosto!

Ana Crispim disse...

Eu Gosto do resultado a pastel...

Mário Linhares disse...

Ainda não fui lá, mas ir naquela confusão toda estava mesmo fora de opção...

matilde disse...

Acho a folha linda.

Membro USkP disse...

o desenho da raíz de cana está impecável.
-marco-