Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Lápis mágicos e papel kraft para fugas da mente...





em Tróia com vista para Setúbal

+ desenhos e a história ALI

4 comentários:

teresa ruivo disse...

Grande reportagem Rita. E grande trabalho! Parabéns! Duplos, na verdade, porque teres conseguido desenhar no meio de tudo isso 'foi obra' :))

Rita Caré disse...

Obrigada!
Só pude desenhar quando tive tempo para respirar fundo...
Levei o caderno para o jantar a pensar que se tivesse um bocadinho entre o prato principal e a sobremesa e depois ;-)

Ana Crispim disse...

E temos a Rita de volta... Que bom.

Rosário disse...

Que bom!