Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

domingo, 23 de outubro de 2016

Encontro no Coliseu

Há quem esgote salas de espetáculos, nós preferimos o coliseu vazio. Só para nós.
Numa manhã de quase chuva e de quase inverno, lá fomos para um dia garantidamente espetacular (viram o trocadilho com o facto de ser uma sala de espetáculos? :)

E o coliseu mostrou o que mostra um "artista", à noite veste se de gala, mas domingo de manhã tem cara fria e mal humorada.
E nós vimos o coliseu num domingo de manhã, acabado de acordar depois de uma noite de farra.
E depois de 4 horas lá encontrei o meu "canto" naquele lugar tão vivo, tão simétrico, tão esmagador. Mas que naquele dia estava ali, só nosso. Sem ensaios.

 Preferi começar por um close-up. Para sentir que tinha o ambiente controlado.
Arrisquei o olho de peixe, que adoro, e até nem ficou mal.

Com toda a "febre" dos sketchers amigos, a desenhar o panorama geral, lá fui eu tentar a minha sorte. "Tocou" para a saída, tive de colorir em casa. Mas confesso que nesta altura já estava embalada para mais 4 horas.

Um privilégio. E uma admiração ainda maior por todos os actores de teatro. Caramba, consegue ser intimidante mesmo de sala vazia. E pensando bem, esse é que deve ser o pesadelo dos actores.
Aproveito para apelar ao coração: Vão ao teatro!


2 comentários:

teresa ruivo disse...

Muito bons. O primeiro então está mesmo espetacular!

nelson paciencia disse...

Também gosto muito, mas o meu favorito é o segundo. Acho o desenho bem resolvido e arrumado, e percebe-se que em nenhum momento o deixaste de controlar. Boa!