Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Encontro Nacional em Elvas no Forte da Graça

É já no próximo sábado o Encontro Nacional (e Ibérico) de Urban Sketchers em Elvas. O palco do encontro e do Traço 16 - Festival de Desenho de Elvas, será o renovado Forte da Graça, uma peça de arquitectura militar única, construida na segunda metade do séc. XVIII, sob as ordens do Conde de Lippe, por necessidade de segurar o ponto mais alto da região, a norte da cidade.


A importância estratégica do Monte da Graça, onde foi construido o Forte, tornou-se clara cerca de um século antes, durante a Guerra da Restauração, quando o exército Espanhol, a partir deste ponto de vantagem, bombardeou a cidade de Elvas, cujo castelo se encontra a cerca de 60 metros abaixo do topo do monte. O Forte, tecnologia de ponta na altura, acabou por não ver muita acção, porque a sua arquitectura rapidamente se tornou obsoleta com a evolução das tácticas militares e da artilharia.


A cidade fortificada de Elvas, património da UNESCO, era ainda resguardada a sul pelo mais antigo Forte de Santa Luzia.

5 comentários:

Pedro Alves disse...

Grande diferença depois de pintares! As sombras no forte estão TOP ;)

Filipe Pinto disse...

E também está muito bom o balanço entre a mancha e a linha q.b.

teresa ruivo disse...

Não me canso de olhar para o desenho do forte!

Cesar disse...

Estão magníficos!

Pedro Loureiro disse...

Obrigado!