Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

a figueira que era de um homem

que já morreu e agora é do povo. Durante 10 dias o povo fui eu e que prazer.

 #inktober2016

2 comentários:

Henrique Vogado disse...

Bela figueira!

Pedro disse...

Boa.
Para mim as figueiras são contraditórias entre a tortuosidade e estranheza das formas (aqui tão bem demonstrada) e a doçura do aroma que se sente à distância.