Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

domingo, 25 de setembro de 2016

largo do terreiro. ribeira. porto.


Enquanto fiz este desenho, um senhor tocava clarinete, uma coluna de som "berrava" músicas brasileiras e, entretanto chegou uma banda musical! Queria muito desenhar este sítio. Assim que terminei o desenho fugi dali.


3 comentários:

Mário Linhares disse...

Engraçado como se nota bem a tua pressa em fugir! ;)

Ana Crispim disse...

Bom trababho, Claudia

teresa ruivo disse...

Também desenhei nesse sítio, com essa crescente de fanfarras tão execessivas que nos pareciam querer enlouquecer!