Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

domingo, 25 de setembro de 2016

Desenhos de baixo de água GLUP!




Dia 10 de setembro conforme combinado à hora marcada, lá saímos nós para desenhar a Base Naval do Alfeite. Ia num misto de ansiedade (vou sempre) e com muita curiosidade. Moro a 500 metros deste espaço e nunca lá tinha entrado. Aquele longo muro imponente era diariamente um misto de curiosidade com um respeito quase bloqueador.
Começámos por assistir a uma apresentação, que pelo menos para mim ajuda muito a arrancar o tema.
Seguimos para o submarino Arpão e para a Fragata F330. Pessoalmente adoro este tipo de desafios que nos atira quase literalmente para fora de pé, quer como cidadão comum quer como sketcher.
Não consegui desenhar muito, estive muito tempo parada ultimamente, mas serviu para voltar a apaixonar-me por este mundo, o dos desenhos, porque pelo mundo do Alto Mar é deles. E muito bem.