Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

(A)riscar o Património T. Vedras I


Mais uma vez, a minha cidade foi uma das escolhidas para acolher este evento que já tem um infindável número de fãs e eu sou sem dúvida dos primeiros da lista. Desta vez, o "alvo" eram as pessoas e as comunidades e o local escolhido para o efeito foi o sitio onde estas comunidades se juntam para as suas compras, o Mercado Municipal. Depois de ter vencido a minha batalha contra o cheiro do peixe, subi ao piso de cima onde desenhar peixe é bem mais agradável, inodoro e com vista bem mais apelativa, especialmente pelo nível de dificuldade. Como ja cheguei tarde e o André já chamava para o almoço, arrisquei o que para mim foi o desenho do dia: Feito a correr em ritmo frenético, uma perspectiva de 4 pontos que mais tarde deu origem a uma agradável tertúlia sobre perspectiva.

 Aqui, o exterior do mercado que não é propriamente a peça de arquitectura que eu mais gosto, uma vez que sou fã dos mercados à antiga, as chamadas Praças, mantém aquilo que os mercados têm de tão especial independentemente do local, as suas gentes e a musicalidade no ar deixada pelos pregões, preços, risos, asneiradas, etc...


E como ao lado do mercado fica uma das praças mais bonitas do nosso Portugal, tive de a desenhar pela milésima vez ;)

11 comentários:

Suzana disse...

Fico pasmada com a facilidade em que te lanças nas perspetivas complexas :p

Fernanda Lamelas disse...

O primeiro está tão real que até cheira a peixe!

hfm disse...

Vou "roubar" o primeiro.

Teresa disse...

Fantásticos estes desenhos. Não vi no sábado o do mercado, mas está muito bom, enquadrando-se muito nlo que era o tema deste ano: "Património - Comunidades e Culturas"

teresa ruivo disse...

Adoro o mercado visto do primeiro andar.

André Duarte Baptista disse...

Pedro Alves, palavras para quê. muito bom

Pedro Loureiro disse...

E pumbas! Mais uma lição do master!

nelson paciencia disse...

Recuso-me a vir aqui comentar esta vergonha...
:)

Carlos Teixeira disse...

isto não se faz às pessoas :)

Eduardo Salavisa disse...

Uau!!

Rosário disse...

Fantásticos!