Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Ponte Vecchio... Florença.



Conferências

Amanhã, 3ªfeira dia 28, no Museu Arqueológico do Carmo, João Seixas, professor universitário e especialista de cidades em especial da de Lisboa, dá uma conferência intitulada "A Viagem no Quotidiano de Lisboa" integrada no ciclo "A Viagem e o Diário Gráfico". É às 18h30 e é gratuito.

Bolsa para um membro USKP participar no Simpósio

A ideia é que cada um tente ganhar a bolsa, claro!

Enviem os vossos dois melhores desenhos.
Escrevam a carta de motivações mais empenhada que alguma vez imaginaram escrever.
Colaborem com 25,00€ para suportar o envio de um correspondente nosso ao 3º Simpósio USk.

Mais do que ganhar, vamos mostrar como nos conseguimos unir em torno do desenho! Quem for, irá representar a nossa comunidade USk portuguesa. Divulga por toda a gente!

Eu quero concorrer. E tu?

Inscreve-te através do nosso mail: diariosgraficos@gmail.com

22º Encontro de Diários Gráficos


Mais de 3 meses depois, voltamos a ter um encontro de Diários Gráficos em Lisboa! Desafiados pelo movimento SOS Cinema Europa, em Campo de Ourique, aí vamos nós!!

Apontem na agenda:

- - 24 de Março --

-- 10h00 às 17h00 --

-- Campo de Ourique --

-- Almoço desenhado --

-- Mercado --

-- Antigo Cinema Europa --

-- Fonte --

-- Cemitério alemão --

-- Tentadora --

-- Padaria do povo --

-- Quartel --


Um mapa com indicações de locais possíveis de desenhar será enviado por mail aos que se inscreverem para este encontro. Sim, é preciso uma inscrição. E quando é preciso, é porque existem razões boas para o ser... e mais não posso dizer...

Inscrevam-se para: diariosgraficos@gmail.com

Da garagem para a feira

Aqui vai o desenho que fiz do carro do meu pai (um clássico citroen DS) pendurado no elevador da nossa garagem prontinho a ser desenhado e transposto para o cartaz da Loja do Vintage Vicious.

Acho que resultou bem, visto que o tema da feira de 2ª mão era no silo-auto do Porto, com os carros a servirem de loja.

Ermida de S. Brás

É um dos principais monumentos da cidade na zona extra-muros. Situa-se na orla sul, imediatamente fora da muralha, tendo dado o nome ao vasto terreiro que o rodeia, local habitual de feiras e mercados e que passou a ser conhecido como Rossio de São Brás. Construído em finais do séc. XV, este edifício é tido como exemplo primeiro do estilo regional manuelino-mudéjar.

Alfa Pendular Coimbra/Lisboa

De viagem pelo Alfa Pendular a caminho de Lisboa, nada como desenhar para melhor passar o tempo.




Praça de Olhão

Sendo olhanense de gema mas a viver em lisboa, não consegui deixar passar um dia de sol para desenhar a praça de Olhão.

Um sítio cheio de vida desde as 7h quando o peixe chega dos barcos até às 14h quando já foi tudo vendido, esplanadas para café e barraquinhas com doces tradicionais o que não falta é coisas para desenhar.







Na Artilharia Um

Tinha passado neste local há uma semana, e reparei na sombra das árvores no muro. Ontem voltei, há mesma hora, para desenhar.







Expliquemos este desenho feito a partir de uma fotografia. Mandei vir o livro Lapin à Carcassonne que me chegou num embrulho brilhantemente elaborado; sem envelope, melhor dizendo, embrulhado, quase como um envelope, naquelas folhas em que ele costuma desenhar. Achei graça e resolvi passar, várias vezes, pelo scanner parte da folha e com essas folhas de papel de impressora A4 com a cópia da grelha fiz alguns caderninhos para treinar.

Este é o primeiro produto. Apesar de aquilo ser papel de fotocópia não resisti a dar-lhe uma aguada, ficou todo encarquilhado e passou bastante para trás como que fazendo outro desenho a preto e branco. Daí o desenho que coloquei em baixo e que é apenas o produto do que ficou nas costas da folha onde fiz o meu desenho, a caneta e que aguarelei em seguida.

Gostei da experiência. Gostei de experimentar aquelas grelhas e gostei do que ficou atrás.

Acrescento ainda que achei muito bom o livro do Lapin e apreciei imenso o seu humor nos pequenos comentários que se encontram nos seus desenhos. Conheço bem Carcassonne e toda aquela região, é daqueles lugares por onde passo sempre que posso, pela beleza da citadela, pelo canal du Midi e ainda porque, ali ao pé, estão os castelos cátaros onde me perco.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

CHALLENGE 50_MÁSCARAS, ENTRUDO E CONTEXTOS


Cumprir regras é uma virtude. Nem todos a acataram nesta terça-feira de Carnaval. Assim, cumpra-se o castigo: retira-se a tolerância do ponto na Páscoa. Logo, adeus foliões – pede-se trabalho, trabalho e só trabalho para todo sempre….

Florença e Siena.




 Que duas cidades!!!bem nem sei por onde hei-de de começar ou sequer o que dizer...mas muito resumidamente e mal digo que Florença é uma cidade incrível!!fui com as expectativas altíssimas e nem fiquei minimamente desiludido!! é qualquer coisa...desde do Duomo, ao palácio Vecchio, a ponte Vecchio, o palácio Pitti, o mirador de Michaelangelo... bem...qualquer coisa de fabuloso!!!tudo uma beleza inacreditável!!! já Siena, fui á espera de uma cidade linda e ainda fiquei mais espantado!!IMPRESSIONANTE!!! a Catedral, a praça, a torre do relógio, as ruas...as vistas para os campos...bem tudo uma beleza!!!mesmo "lindo"!!!do melhor que tenho visto!!mas enfim... mais histórias contarei nos próximos posts mas recomendo esta viagem!!!enfim....





O pormenor vísivel da Igreja de S. Domingos quando se está no lado da estação do Rossio. Primeiro desenho feito com a nova caneta.

Sábado, ao sol...

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Blog

Resolvi criar um blog pessoal, ainda não sei bem porquê, mas apeteceu-me. Quem quiser dar uma espreitadela, fica o convite - http://prospectuinquae.blogspot.com/




Boa Esperança

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Challenge 50 - Carnaval



Na tarde de 3ªfeira de carnaval, numa de nostalgia, fui até ao Jardim da Estrela para desenhar máscaras para o Challenge.
Havia algumas crianças mascaradas (poucas) e acabei por ir até à esplanada do lago, onde desenhei também pombos e patos obesos (penso que os miúdos «despacham»o resto do lanche que já não querem).
O dia estava muito bonito e desenhar é sempre bom.
Um skecher da Maria Celeste

Dois registos do meu cada vez mais utilizado diário gráfico: Coimbra: Casas e árvores perto do Mondego.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

A primeira vez que desenho eucaliptos.

Exposição Fernando Pessoa - Plural como o Universo






Três desenhos feitos hoje quando fui ver esta exposição à Gulbenkian que francamente recomendo. A instalação da exposição encantou-me - um percurso de labirintos.

O primeiro foi feito, enquanto aguardava, de dentro da Gulbenkian para uma das suas muitas árvores - tinta.

O segundo feito enquanto estava na exposição - caneta.

O terceiro enquanto tomava um café no self-service do piso inferior - aguarela e caneta.

pessoas


Normalmente uso cadernos “nobres”… capa dura, papel com gramagem alta, ligeiramente texturado, etc. No simpósio em Lisboa, em conversa com o João Catarino, falava-lhe na relação de amor/ódio que mantinha com estes cadernos. Por serem muito bons, por vezes, criam insegurança e inibição, como se a página branca dissesse: “Ok… podes desenhar. Mas cuidado! Calma. As coisas não podem sair muito más…”. Claro que usar estas páginas para apontamentos corriqueiros do dia-a-dia está completamente fora de questão! É uma ditadura. O João respondeu-me: “Pois… ainda não lhe perdeste o respeito.”

É isso. É ter demasiado respeito por um caderno que é demasiado nobre. Solução? Fui à procura de um caderno bem menos nobre, pelo qual não tivesse respeito absolutamente nenhum. Queria um caderno que fosse realmente um diário gráfico. Onde fizesse não só os registos como também todos os gatafunhos inerentes a este objecto. Dos números de telefone, passando por pequenos apontamentos e citações, até ao ponto de gastar páginas porque a caneta simplesmente está a falhar.

Encontrei-o no Continente… uma imitação foleira de Moleskine, da marca Book.It (marca lançada pelo grupo Sonae para artigos de papelaria). Custou €3.99! Muito pouco nobre, o papel é MESMO foleiro, e até o cheiro era pouco agradável assim que o abri.

Enfim, não tenho um pingo de respeito por ele e estou a adorá-lo por isso! O registo é livre, espontâneo e finalmente deixei de andar com dois cadernos.

O próximo passo será encontrar um equilíbrio entre os dois extremos. Acho que já tenho ali um candidato na prateleira com papel Inart de 120gr… (obrigado Ketta)

Almoço

Almoçar alimenta o corpo, desenhar alimenta a alma.

Adamastor


Depois das aulas
à que aproveitar
os bons dias de sol que temos tido,
ainda que ventosos.

O homem do guarda chuva ( duas tentativas ).

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Conferência sobre Desenho de Campo


Aqui fica uma proposta sketchy um pouco menos urbana.
Na próxima segunda-feira, dia 27 de Fevereiro, às 17:30, irei à Escola Superior de Educação de Lisboa falar sobre Desenho de Campo e Ilustração Científica. Às 17:00 o artista plástico José Mouga vai falar sobre pintura. Apareçam!


Relembro também que já nexta sexta, dia 24, às 17:30, será a inauguração da minha exposição de ilustração botânica para crianças. Venham visitá-la e comer uma fatia de bolo de maçã e canela!

Serpentinas

Pequeno rolo de papel fino, colorido, utilizado durante o carnaval!

Duelo com alguns Amigos

Muito obrigado pelo cabeçalho, é uma honra!



Lisboa, 23 de Dezembro de 2011. Por esses dias foi animado passar pelo Chiado, desafiar e ser desafiado para retratos simultâneos. Talvez reconheçam as pessoas que quis desenhar.