Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Best of Me (sérieVI)


Acabei o meu menino, fica aqui um apanhado dos desenhos que mais me disseram alguma coisa...enfim...Boa noite..

mais rabiscos aqui.

Cascais em contra luz


Parece que o tempo vai mudar mas ontem esteve um deslumbrante dia de Outono.
Passeei no Estoril e fiz este boneco de Cascais em contra luz.
Lembrei-me de outros registos aqui.

Figueira da Foz - Rampa da Boa Viagem

Estes apontamentos são dedicados aos apreciadores
dos automóveis clássicos.















Início da rampa com os comentários e a habitual
boa disposição do speaker de serviço João Santos.
.















As meninas do museu do Caramulo, aguardando,
no Triumph TR2, a entrada em cena.















Dois carros que se destacaram em provas automobilísticas
pelas suas qualidades. O Ford Escort é da organização.
















Quem diria que a BMW produziu minúsculos
automóveis como o Isetta com uma única porta.

enquanto esperava


Enquanto esperava que a Filipa fosse entregar um CV, fiz este desenho mais "cego". Não só gosto cada vez mais desta linha como também começo a achar interessante "apagar" coisas com a tinta…
Viana do Castelo, junto ao McDonalds, Portugal, 31.10.2011

Azaruja - Évora

Para quem estiver interessado é melhor despachar-se antes que caia de vez...

Colecção de selos

Estou decidida em desenhar colecções nas guardas dos meus cadernos.

Esta foi a "minha" primeira colecção, que pedi emprestada à minha amiga Paula. Pertencia ao seu pai, Fausto Xavier Fernandes.
Inicialmente, o objectivo era desenhar apenas um selo, mas depois a mão aqueceu e veio resto!!

Comecei agora um novo caderno, mas ainda não sei bem que colecção desenhar...



domingo, 30 de outubro de 2011

Desenhos durante as aulas









Desenhos num mini-diário gráfico





Unhais da Serra


Já foi há algum tempo, mas também andei a caminhar por zonas interiores portuguesas.
Aqui está Unhais da Serra, onde almocei muito bem, desenhei bem à vontade e só ficou a faltar um mergulho na praia fluvial para olhar para a Serra da Estrela a partir da água!

A Serra é imponente! E linda para desenhar!

Trilho do Cabeço do Meio Dia









Ontem fui para a Serra d’Arga, em Caminha, fazer o percurso pedestre “Trilho do Cabeço do Meio Dia”. O dia todo pela montanha com algumas paragens para fazer alguns registos no Diário Gráfico e interpretar o mapa para perceber a localização… por momentos perdi-me mas depois acabei por encontrar o caminho.
Serra d’Arga, Caminha, Portugal, 29.10.2011

no Monumental em Lisboa, antes de ir ver o Tintin

O vento

Oeiras

Chepstow, Wales

sábado, 29 de outubro de 2011

Paris, 29 de Outubro

Continuam os desenhos em Paris, agora com um novo caderno de desenhos de 16cm x 16cm.

[Palais du Louvre]


[La Défense]

ENCONTRO XVIII

Sé de Lisboa

Rua de Santiago

Apesar de algum atraso, aqui vai o resultado do último encontro de USK.
Mais uma tarde bem passada na companhia de pessoas fantásticas. Obrigado e até ao próximo encontro.

Encontro XVIII

Esta foi a minha primeira participação nos USK e dediquei-me a registar as pessoas e uma grua no fundo da paisagem, gostei bastante de estar no meio de tantos artistas a desenhar, e espero voltar em breve!

Encontro XVIII

Voltei a inflitrar-me em mais um encontro de Urban Sketchers, desta vez com mais um desenhador da família, o meu irmão Sérgio Dias. Aqui fica o meu desenho da cidade a caneta e aguarela.

Mais uma vez adorámos a experiência, e sentados um ao lado do outro, ali ficámos, cada um no seu registo, a desfrutar de uma tarde bem passada na companhia de muitas canetas e cadernos!

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Ouvir uma história!

Do lado da sombra.

Praia do Barranco da Canas

A Praia do Barranco das Canas é um dos sítios mágicos desde a minha infância. Dramático é olhar para o lado onde grandes massas de betume destruíram o nosso Património Natural. Lembrei-me das panorâmicas do Claudio Patanè, tivesse eu tempo e teria desenhado uma panorâmica para evidenciar o contraste entre a beleza e a poesia da Natureza com a fealdade, a brutalidade e a estupidez dos hominídeos que destroem um bem que a toda Humanidade pertence.
 O primeiro desenho foi desenhado num Moleskine, tem 60cm x 21cm; os outros, num caderno Laloran e têm 27cm x 13,5cm. Caneta, tinta da china e aguarela.