Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 31 de maio de 2011

Cangostas em Fão


"«caminho estreito e comprido, mais ou menos declivoso» (in Dicionário da Porto Editora) e «estrada estreita, rústica, entre muros ou sebes, na região periférica de uma povoação, aldeia, vila etc.; azinhaga» (in Houaiss)" (in Ciberdúvidas)

Fão, Portugal, 31.05.2011


O Circo desceu à Cidade.

Pessoa, pessoas, pessoas

Conformei-me...aquilo que me dá mesmo gozo e entusiasma são as pessoas - as caras, as poses, a dinâmica do corpo. E, por isso, são a minha maneira de expressar o urbano do urban-sketching.
Ficam aqui umas folhas mais recentes do meu diário gráfico. Como tenho imenso jeito para aguarelas e cores e tudo isso (*cof*cof*) a caneta Bic cristal ainda é a mais fiel das companheiras de desenho.




Posted by Picasa

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Boa noite!




...Évoramonte... foi um grande final de tarde...aqui um bocado fantasiado, mas amanha ponho os "verdadeiros"... que me deram um gozo enorme pintar... enfim...um muito boa noite, vou trabalhar para o autocad...seca... enfim, boa noite e até amanha..AH!


Chaminé na casa de uma amigo.

CHALLENGE XLIV - O TELEFONE


Tendo em vista o registo do Challenge XLIV - O telefone, aqui vai um das muitas imagens expostas nas ruas, nos aeroportos, nos centros comerciais, nos outros espaços públicos e que absorvem várias moedas à nossa custa,frequentemente nas horas das aflições...Por isso, chamo-lhes o comedor de moedas.

domingo, 29 de maio de 2011

Scala Coeli









Convento Scala Coeli da ordem dos irmãos Cartuxos em Évora! é um convento de clausura para quem não sabe e é uma ordem fundada por São Bruno!!! felizmente consegui uma visita a um lugar absolutamente estrondoso onde nunca entrou uma mulher e onde é extremamente raro entrar uma pessoa de fora. O mais bonito desta minha experiência de vida foi o facto de ter tido a sorte de ter uma visita guiada pelo irmão Isidoro!!! uma vida de reflexão impressionante, uma pessoa extraordinária mesmo!!!fiquei de certa forma comovido!(parece foleiro mas fiquei!)
Vi tudo!!entrei no mundo de um Cartuxo, tentei perceber como vivem o dia á dia e fiquei fascinado com a paz e força que se sente nos claustros e nas capelas!!! simplesmente a experiência mais marcante na minha vida! a alegria de vida que senti na forma como o irmão Isidoro falava e contava-me a história daquelas pedras deixaram-me embasbacado com as histórias e os pormenores!!
Sendo eu católico e estudante de arquitectura a visita este convento foi completamente breathtaking!!!os claustros deixaram-me K.O. principalmente o grande, ao qual os irmãos lhe dão o nome de " a Cidade"... achei qualquer coisa... a paz que se sente aqui é assobrante de bonito... o som dos pássaros são a musica deste convento, é de uma beleza e de um sublime que nunca vi, e acho que dificilmente voltarei a encontrar num outro lugar, seja ele arquitectónico ou paisagem!!!
... é sem duvida o lugar mais bonito em que já estive... encontrei o sublime no bocado do céu na cidade dos Cartuxos, no claustro grande tudo o resto torna-se superficial, ali sim tudo é TUDO!




mais desenhos estao para vir..afinal de contas tive lá das 9 as 17 :)
Num café





Maio é o mês dos jacarandás. Estes estão no parque do Junqueiro em Carcavelos



Canetas de feltro.

Rua Nova do Almada

No dia 9 de Abril aconteceu um workshop-piloto do que PeF e o João Moreno vão fazer no Symposium.

Procurei desenhar 3 elementos da Rua Nova do Almada. Os candeeiros, algumas janelas e o skyline.
É engraçado como cada pessoa fez coisas muito diferentes com a mesma proposta que eles nos lançaram...
De visita ao lar encontramos muitas vezes pessoas paradas que olham pela janela o mundo "lá fora".



sábado, 28 de maio de 2011

Challenge XLIV

Desenhei este telefone de memória, era da casa dos avós, estava em casa de uma tia e ainda funcionava, achava-o muito engraçado...



Telefone


New York Conversation, Lou Reed

Portagem











Gosto muito de árvores e gosto muito de desenhar árvores, principalmente os troncos, cheios de personalidade. Não há dois iguais.

Passeio













Quando as viagens são longas e a paisagens muda a cada instante, desenha-se o interior do carro.

Santiago de Cacém





















Alguns desenhos do encontro de Santiago de Cacém, que foi muito agradável ,aliás como costumam ser...










O próximo que comprar há-de ser um todo velho que ninguém queira roubar - pensei eu há uma semana atrás quando percebi que me tinham levado o carro sem autorização.

Este Fiat 126 seria uma boa opção para mim que gosto de carros antigos, mas da forma como as coisas estão, acho que vou andar a pé, de comboio, metro e autocarro durante alguns meses. Não me apetece ser roubado outra vez...

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Vila Viçosa






















Desenhos do encontro de Vila viçosa, a começar pelo desenho cego do 1ºalmoço, o claustro, a sra.

do quiosque de louças (muito simpática), uma vista do castelo e o Paço que visitamos, com a surpresa do balão...








ENCONTRO DOS USK_SANTIAGO DE CACÈM_3



Baseado num catálogo (PÃO CASEIRO, PÃO FESTIVO), gentilmente cedido pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém, gostaria de dar a conhecer esta imagem da exposição etnogrãfica sobre O PÃO que tive a ocasião de visitar.Fotografias de MOUETTE BARBOF: excelente trabalho de investigação desta autora de ligação muito forte com Portugal.


Desenhos ao almoço




Ultimamente, sempre que almoço faço um esboço no papel da mesa. São desenhos que não fazem sentido noutro sitio senão na mesa do café, por isso nunca achei bem tirá-los do sitio.
Depois de ter feito alguns que gostaria de guardar e não o fiz, decidi andar com a maquina fotográfica atrás para registar os desenhos no seu ambiente.

6º Festival Islâmico de Mértola

No sábado passado, fui até Mértola ver o 6º Festival Islâmico. Vou lá desde 2005 e tem sido sempre melhor. A vila está muito bonita, com mais museus e locais para mostrar a herança árabe.
Este ano, o calor era muito e andar por aquelas ruas do mercado cansa um pouco. Valeu uma novidade este ano, o pátio da casa côr de rosa, que proporcionou um descanso à sombra de nespereiras. O ambiente era descontraído, com miúdos a brincar e um balcão com bebidas frescas feitas pelos alunos da escola Al-Sud.
 

Foi um momento para relaxar, passar a hora de maior calor e desenhar um pouco. Soube mesmo bem o momento. Havia outro espaço novo, o pátio da palmeira. Boas ideias que vão surgindo a cada festival. Para o próximo está em projecto uma  casa àrabe e um Hamman, os banhos públicos. O próximo é em 2013.




3 vistas do meu estúdio.

Ainda Santiago do Cacém


... mas é o último boneco.