Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sexta-feira, 30 de Abril de 2010

quinta-feira, 29 de Abril de 2010

Timor-Leste

Este desafio da Monica Cid levou-me a digitalizar, finalmente, esta folha de papel japonês onde comecei a desenhar a mãe da Ketta numa sesta...

Qual é a expressão que temos a dormir?

Estava eu a desenhar por uma nesga de uma porta entreaberta quando ela se virou para o outro lado...
Ficou assim o desenho... desde Agosto de 2009...
Primeiros dias quentes do ano. Apetece uma esplanada e um gelado.

só mais um...

Challenge XX


"Album de família em formato BD com legendas coladas..." por vezes também há expressões pouco expressivas.

quarta-feira, 28 de Abril de 2010


CHALENGE XX - Geraldo Roberto da Silva



Ainda o Chalenge XX. Adorei este tema! No meu trabalho de desenho eu enfatizo muito o registro da expressão. Tenho centenas de exemplos que poderia usar. Trago mais dois, para cumprir o tema e pra que vocês conheçam um pouco mais o meu trabalho.
Um grande abraço do Brasil, do sul do Brasil que já ensaia os primeiros frios de inverno...
http://desenhosdeobservacao.blogspot.com/
http://www.geraldorobertodasilva.blogspot.com/
http://geraldorobertodasilvaobras.blogspot.com/
CHALLENGE XX

segunda-feira, 26 de Abril de 2010

Expressionando

Expressão absorvida pela leitura do jornal...
Esta Sra. estava muito compenetrada a olhar para o bolo antes de o engolir de uma vez só...

Um desenho já antigo das feições do meu pai...









Ainda no Museu Malhoa, as feições de diferentes personagens...



Tema "Paixão" no Museu José Malhoa













Não são pessoas, são figuras feitas em Terracota em tamanho real, no Museu José Malhoa recentemente reaberto após obras de melhoramento.
Aconselho a todos a visita ao museu aqui nas Caldas da Rainha. Está de facto muito bonito!


Challenge XX

A sala de aula é uma sala de expressão.
O comboio também!

Magalhães

CHALLENGE XX



Cumplicidades ou não

CHALLENGE XX


Há dias em que por mais que mudemos de pouso, as paisagens
fisionómicas que nos rodeiam, estão carregadas de histórias menos boas!
Ou pelo menos a minha imaginação cria logo cenários, neste caso com algum azedume.

domingo, 25 de Abril de 2010

CHALENGE XX - Geraldo Roberto da Silva


Em atendimento ao Chalenge XX resolvi trazer um antigo desenho cuja principal característica são as expressões do homem e da ave.


Vintecincodeabrilsempre

Vá lá uma saudação.

Challenge XX


Apesar da posição, podemos adivinhar a expressão.

Irish Postcards - vol. 01

As coisas mudam. Num passado não tão distante era quase impossível beber um café decente em Dublin. Em Temple Bar havia 'The Joy of Coffee' (agora Brick Alley Café) e era tudo. Era um hábito estranho e sofisticado ir beber a bica - quase afectado. Mas isso era dantes. Agora a cada esquina parece existir um café, e a cafeína (sob forma de café, entenda-se) democratizou-se na ilha Esmeralda.

Café Insomnia, uma das cadeias de café mais populares em Dublin, e uma nova rua frente à Millennium Bridge repleta de cafés e restaurantes Italianos
As coisas não mudam. Mais de dois mil anos depois de ser deixado nos terrenos pantanosos de Meath, o Homem de Clonycavan conserva as suas feições e características, bem como o seu particular corte de cabelo. Encontrado durante extracção de turfa, este e outros corpos encontrados em condições semelhantes permitem uma raro vislumbro cara-a-cara com o passado. O detalhe de conservação é verdadeiramente assombroso.

Homem de Clonycavan (392-201 a.C.), Cabeça Esculpida (séc. I-III d.C.) National Museum of Ireland - Archaeology
As coisas mudam. Desde os ataques e ocupação parcial Viking no séc. VIII à derrota na Batalha de Kinsale em 1602 que selou o destino de mais de três séculos sob jugo Britânico à sublevação da Páscoa de 1916 (e posterior independência em 1921) muita coisa mudou na Irlanda. E continua a mudar. De país paupérrimo durante a Grande Fome à prosperidade dos anos 90 e início do novo milénio. As coisas mudam... e é bom estar de volta à Irlanda.

Figura de madeira de lobo brincando com bola (períodoViking), Candelabro em forma de cão (séc. XV) – National Museum of Ireland - Archaeology; Revólver entregue na rendição de Phádraig Pearse após o falhanço da sublevação da Páscoa de 1916 – National Museum of Ireland – Decorative Arts & History


Parque Morais




O Parque Morais na Parede ainda conserva o ar de um jardim do princípio do século XX.
Quantas gerações brincaram neste espaço fantástico!

Chalenge XX - Expressões






Gosto especialmente das expressões dos mais velhos.
Expressões mais vividas, marcadas por rugas e papadas.

Challenge XX


Duas expressões numa viagem de metro.