Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 29 de Junho de 2009

sábado no zoo

A Mónica desafiou os alunos do seu workshop de diário gráfico para um sábado no Zoo a desenhar bicharada. Depois de pagarmos 16 (dezasseis) euros pela entrada e levarmos um carimbo de uma substância misteriosa na mão para garantirmos saídas e entradas no recinto sem bilhetes "reciclados" lá fomos de cadernos e lápis na mão.

A entrada é cara mas vale bem a pena. O Jardim Zoológico está muito bem arranjado e os animais não têm o ar triste e deprimido que tinham nas jaulas da minha infância. Só faltam mais bancos virados para os bichos. Estranhamente, a maioria está virada para quem passa... Não lembra!

Por hoje deixo-vos a leveza dos flamingos e o peso dos rinocerantes. Aquele que me serviu de modelo estava a almoçar e raramente tirava a cabeça da manjedoura. Nestas ocasiões, o remédio é aproveitar os pedacinhos em que ele se estica para o observar rapidamente e ir desenhando a cabeça aos poucos com paciência e, quando esta falha, com imaginação!


domingo, 28 de Junho de 2009

Uma planta

Fiquei lisonjeada com o convite, muito obrigada! Até porque assim vou ter que desenhar mais o que é sempre bom. Não sei o nome desta planta porque os meus guias de campo são um bocado rascas (baratuchos da FNAC). Foi desenhada na casa da minha amiga Cândida Pires, que arrancou uma pernada do vaso para o efeito. É do ano passado e foi feito com marcadores Caran d'Ache Fibralo sobre papel Fabriano de 200g.

sexta-feira, 26 de Junho de 2009

Próximo encontro

Ainda um desenho do nosso ultimo encontro na Mouraria. O próximo sugiro que seja no Jardim S.Pedro de Alcântara, com o Bairro Alto ali tão perto. O dia é que é pior se só puder ser em fins de semana. O Mário não pode no de dia 4 e eu não posso no fim de semana a seguir. Aceitam-se sugestões para dias da semana. A não ser que seja já amanhã.

Desenhos antigos


Postar desenhos antigos (neste caso da Guiné-Bissau), pode ser uma forma de quebrar o enguiço que parece estar a querer instalar-se no nosso blog!

Confesso que com os exames na faculdade, tenho aproveitado o tempo todo para estudar e acabar trabalhos... o meu DG está a ressentir-se...

Vamos lá a manter o ritmo! Temos de começar a pensar em marcar um novo encontro. Aceitam-se sugestões de locais!

quinta-feira, 18 de Junho de 2009

Assembleia

Uma encomenda do jornal i levou-me à Assembleia da República para desenhar o debate da moção de censura ao governo. Enfim, há coisas piores…


quarta-feira, 17 de Junho de 2009

A minha Avó


Esta é a minha Avó. Costumávamos chamar de Avó Antó (nia). Mas agora é só Avó.
Diz que quando nasceu
havia muito sol da terra.

Outrora foi Líder das mulheres timorenses durante a guerra.
Foi Curandeira e conhecia todas as plantas da montanha de Baucau.

Desde Agosto de 86 que o medo pela novidade, o receio em sair de casa e a saudade da terra fez com que perdesse os conhecimentos sobre a medicina tradicional...

Neste Agosto regressará às origens.
Ultimamente a
Ansiedade tem sido a sua companheira de todas as noites.

Miradouro Sta. Luzia


Ontem esteve um fim de tarde fantástico. E apeteceu-me fingir de turista e passear pelos bairros antigos de Lisboa - Castelo, Alfama... - sentei-me no miradouro de Sta Luzia e fiz este desenho. Muitos outros ficaram por fazer e a vontade de lá voltar cresceu...

terça-feira, 16 de Junho de 2009

uma das coisas que mais gosto de fazer...

desenhar pessoas!... Isto é algo que faço com imensa frequência, observar e desenhar pessoas procurando captar sobretudo as atitudes, gestos e movimentos. Não me canso, pois cada um é único e original... bonito/a à sua maneira :)

segunda-feira, 15 de Junho de 2009

Museu Nacional de História Natural - Colecções de Naturalista e Jardim Botânico

peixe e verduras (prato de dieta)

No Museu Bocage, mais precisamente na Sala da Baleia está patente a exposição "Colecções de Naturalista", um manancial de pickles e peles e outras maravilhas preservadas com o encanto bafiento de outros tempos. Uma das mais bonitas salas da Politécnica (dito um pouco à boca cheia, já que não vi ainda o Laboratório Chimico), recuperada em 2006, e que me manteve entretido com os seus peixes em formol mesmo perante hordas de pequenada aniversariante que berrava como se não houvesse amanhã.

Após ser gentilmente convidado a sair à hora de fecho, e perante uma certa insatisfação de nem ter enchido a página de peixes, nem ter chegado às aves (ilustrador é ser lento...), acabei por me meter Jardim Botânico adentro. Já não ia até lá há uns anitos, continua um local altamente recomendável. A chuva acabou por me trocar as voltas, e aos primeiros pingos recolhi o estaminé e prometi voltar em breve.


Ficha técnica
data: 14/06/2009
material: Moleskine Sketchbook 9x14; lapiseira 0.9 e 0.5
banda sonora: Molotov

Ainda em Braço de prata

Primeiro sentei-me na esplanada. Oficialmente o local ainda estava fechado e por isso os portões mal encostados batiam um no outro quando uma aragem mais forte se avizinhava. A esplanada estava vazia. Pouco depois atrás de mim comecei a ouvir conversas. Tinham chegado os empregados do bar e estavam a meter a conversa em dia. O sítio onde estava sentada estava à sombra e o Sol aparecia para lá da esplanada até ao fim do muro, onde está a tenda do circo. Gosto deste sítio assim à tarde, talvez seja ainda o meu sonho de ter um casarão destes enorme só para mim...


Depois de fazer o desenho do piano começou a chegar uma banda espanhola que aos poucos se foi instalando e ocupando o palco que estava à minha frente. Eles sabiam que eu os desenhava e ao mesmo tempo iam ensaiando as músicas (muito boas!). Pensei que artistas compreendem outros artistas nas suas diferentes vertentes e não me preocupei nada por os desenhar directamente. Ao mesmo tempo abanava os pés e a cabeça :) !!!
PS: Banda: Sotazero
PS2: Este caderno foi comprado no Outtlet da Fernandes na Baixa e custou 0.25E! Baratinho, só mesmo para fazer riscos....

Pianíssimo


Foi a 10 de Junho. Feriado, dia de Portugal. Fui para Braço de Prata com único objectivo de desenhar. Por vezes é a única coisa que me apetece fazer... tudo o resto parece-me chato e massacrante. Adoro o interior e exterior do edifício. Há sempre muita coisa lá para desenhar...

domingo, 14 de Junho de 2009

Museu Nacional de História Natural - Allosaurus: um dinossáurio, dois continentes?

Allosaurus fragilis (e dente de dromeossaurídeo)

Finalmente um tempinho para uma primeira posta, obrigado ao Mário e à Rosa pelo convite!

Domingo quente a adivinhar tempestade, dia pastoso, escorri para o Museu Nacional de História Natural para ver a exposição do Allosaurus fragilis, vulgo "o dinossáurio de Andrés" (na realidade são pelo menos dois Allosaurus, e mais uma série de outros vertebrados). Descoberto acidentalmente em '88, preservado pela acção conscienciosa do proprietário do terreno, é agora apresentado ao grande público nesta exposição temporária.

É sempre um misto de emoções ir até à Politécnica, é bom ir até lá, mas fica sempre a sensação de que aquele museu podia ser mais, bem mais do que é. Afinal o incêndio já foi em 1978.

Fica aqui o registo gráfico da exposição.


Ficha técnica

data: 14/06/2009
material: Moleskine Sketchbook 9x14; lapiseira 0.9 (e um toquezinho de 0.5)
banda sonora: Control Machete

Linha de Sintra

Após uma pausa nas publicações do blog, há que retomar o ritmo!!


Esta foi uma pequena experiência que fiz na linha de Sintra: desenhar o que via da janela nos poucos segundos em que o comboio estava parado nas estações.

Confesso que sempre pensei que o comboio estivesse parado uns dois minutos, mas não! Tudo se passa muito rápido!! É tudo em brevíssimos segundos...

A página do lado direito foi desenhada durante a viagem, entre as estações...

quinta-feira, 11 de Junho de 2009

Olá. A revista LER publica na edição de Junho, o número 81, alguns desenhos feitos na Feira do Livro entre os quais da Dulce, Susana, Juliana e Rosa.

quarta-feira, 10 de Junho de 2009

Braço de Prata, hoje?

Olá Artistas! Estou a pensar ir para Braço de Prata desenhar. Se alguém quiser ir também apareça!

terça-feira, 9 de Junho de 2009

Escola Ferreira Dias, Cacém

Enquanto o anterior parecia em terras africanas, mas foi feito num belo jardim, por sinal muito fresco, este é mais enigmático.

ainda o jardim botânico da ajuda - da fauna


A pedido da Rosa, aqui vão os patinhos. Quando cheguei ao jardim sentei-me junto a um lago onde um pato se entretinha nos seus afazeres de pato. Nadou um pouco, depois saíu e passou algum tempo a limpar as penas. Tentei apanhá-lo em várias posições, enquanto me lembrava de João Gilberto:

O pato
vinha cantando alegremente
quén quén
quando o marreco sorridente
pediu
p'ra entrar também
no samba, no samba, no samba...

domingo, 7 de Junho de 2009

Na Urna


A vista do lado de cá da mesa de votos é esta, mais ou menos... Participei como escrutinadora nas eleições europeias e entretive-me a fazer um desenho. Em casa coloquei cores... não gosto do amarelo no chão e para falar a verdade não gosto do desenho todo... mas nestas coisas não há como o lema: "é preciso errar para acertar". Pelo menos eu uso este lema muitas vezes, criei-o para nunca me desmotivar!

Cada coisa da sua cor


"Agora desenhem-me com uma cor diferente para cada peça de roupa" - dizia o Eduardo numa das aulas do workshop.

Se o meu professor de desenho das Belas-Artes (Artur Ramos) visse este desenho iria "melgar-me" até não poder mais por as proporções não estarem suficientemente correctas e não caber tudo na página...
... ele teria razão, mas eu gosto deste resultado final. :)

sexta-feira, 5 de Junho de 2009

Jardim Botânico na Ajuda

O “truque” de pintar o fundo com uma cor lisa resulta quase sempre. E quando a cor é irreal ainda mais.

Jardim Botânico. Ajuda

MUDE - Museu do Design e da Moda


No dia da inauguração do MUDE estava na FBAUL a acabar um trabalho. Eram já 22h00 quando fui com um colega ao que restava da inauguração...
Enquanto ele foi buscar um casaco a casa, esbocei o edifício - não deu tempo para nada, ele morava ali mesmo ao lado!

Lá dentro há muita coisa. Fiquei apaixonado pela parte dos electrodomésticos na zona central... tenho de lá voltar para os desenhar!


ps. concentrem-se nos objectos. o edifício nem ficou acabado...

quinta-feira, 4 de Junho de 2009

Netas de Bibinha Cabral


Em palco elas são 13. Sentam-se em meia-lua.

Entre as pernas colocam uma espécie de almofada preta que usam como instrumento.

São cabo-verdianas oriundas das Ilhas Bravas, Sal, Santiago, Santo Antão e Boavista, mas residem nos arredores de Lisboa.

Mulheres.

Imigrantes.

Trabalhadoras.

A mais nova de todas tem 26 anos e chama-se Bela. Grande líder.


Colagem


Andava com imagens recortadas de uma revista para fazer uma colagem. Depois arranjei mais duas páginas de outras revistas e colei tudo. Mas na 2ª feira quando estava próximo da Barata Salgueiro aquelas árvores gigantes à custa da ventania largavam umas flores de um amarelo forte, açafrão, torrado, sei lá... lindo! E com uma senhora a querer arrumar o carro no lugar de onde +ia tirar o meu pus-me a apanhar as flores enquanto uma fila de carros se formava na Rosa Araújo... Claro que me devem ter achado tolinha... mas como resistir a estas maravilhas da Primavera!!!

que faço eu aqui?

E agora? A Rosa convidou-me para participar neste blogue à conversa lá no feissebuque mais ou menos assim:

eu - Ficou tão giro o teu desenho!
Rosa - Obrigada! Queres publicar também no nosso blogue?
eu - Ah, não tenho qualidade...
Rosa - Não sejas parva!

Confesso que quando me dizem: "não sejas parva" é quando o sou mais, de modo que disse "ok".

A Rosa é uma mulher que às vezes se atrasa um bocadinho, mas aqui foi muito eficiente e pouco depois caía o convite do Mário Linhares na minha caixa de correio.

E agora? Olho aqui para baixo e ai meu Deus, tirem-me daqui...

Bom, tem de ser, não tem? Pois tem. Então aqui vão dois desenhos que fiz no mesmo Jardim Botânico da Ajuda, num sábado de torrar pardais que as sombras do arvoredo disfarçavam. A mesma vista que a Rosa publicou ali em baixo, quando me sentei ao lado dela e íamos conversando as duas enquanto desenhávamos, mais dois colegas que apanhei de costas sentadinhos na borda do lago.



Obrigada Mário e Rosa, fiquei muito orgulhosa com o convite mas estejam à vontade para correr comigo, vale? :-)

quarta-feira, 3 de Junho de 2009

Jardim Botânico da Ajuda


Sábado passado fomos (a minha turma de desenho da SNBA) para o jardim botânico da Ajuda desenhar e conviver. O jardim, para quem não conhece, fica em frente ao Palácio da Ajuda, dentro de um pequeno portão que se abre para um universo de plantas identificadas em latim... para além de ficarmos com conhecimento da origem das plantas e do seu nome, podemos usufruir de dois "andares" de jardins lindos... e como a cereja em cima do bolo, uma vista para o Tejo e para a "outra margem". É de ir! Seja só para passear, seja para desenhar, para um pic-nic ou para namorar, este jardim é belíssimo!

terça-feira, 2 de Junho de 2009

Olá a todos!
Deixo-vos com o mapa e contacto da papelaria Emílio Braga.
Eles têm aqueles cadernos com lombada dura, cozidos à mão e o papel aguenta aguadas. Enfim... tenho andado satisfeita...


Sei que podem também encomendar "à medida" de acordo com o papel que querem e também o modelo (o meu por exemplo eles não têm da loja, tenho de encomendar), para dar exemplo de preços o meu que é um A5 custa 8Euros. Os normais mais pequenos são 6 Euros e têm elástico. Depois aquilo tem várias cores e tipos de capas.


Morada: Rua Oliveira Martins 41 C em Lisboa - Junto à Av de Roma
Horário: Aberto ao Sábado das 10,00 às 13,00 - 2ª a 6ª das 10,00 às 19,00
Telf - 21 886 20 36
Fax - 21 351 90 94
ps: Não ganho nenhuma comissão :)

Félix



O meu gato, é a minha perdição... adoro a elasticidade dele, as posições contorcidas, o ar de felino amanssado...

segunda-feira, 1 de Junho de 2009

Obrigado pelo convite



O Mário tem andado a desafiar-me para mostrar os meus desenhos... Ontem convidou-me a fazer parte deste blog. E hoje aceitei o convite.

Hoje é o Dia Mundial da Criança. "Estreio-me" neste meio com dois desenhos que fiz dos meus meninos do A.T.L.

Desenhar a Baixa

No desenho da direita, a rua que desemboca no Rossio, esbocei (a verde) um dos raros exemplos de Arte Nova existentes em Lisboa que agora serve como cinema porno. À esquerda é um bom exemplo de desenho afundado. Uma tentativa de desenhar o elevador de Santa Justa.
Podem ver outro exemplo aqui.

feliz e agradecida :)

Agradeço-vos muito este convite!!! E deixo-vos aqui um desenho que fiz ontem no café... para já um bolo e um sorriso desenhados... e um dia, espero, bolos, risos e conversa à séria! ;)